Potencial de mercado está no Interior e RMF

Energia solar Data: 2017-06-30 - às: 11:38:21

O Estado próximo à linha do Equador e com incidência de raios solares regulares, o Ceará tem potencial para expandir no setor de energia solar e o foco de quem já trabalha no mercado está no Interior e nas empresas da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).



E se o Brasil ainda passa por uma crise política que afeta a confiança do investidor, o setor enxerga a situação como geradora de “grandes oportunidades”. “Quem fizer movimento no sentido de desenvolver projetos, eólico e solar vai plantar uma grande safra de retorno de investimento”, avalia Adão Linhares, sócio-fundador da Energo - Soluções em energia solar e vice-presidente da Câmara Setorial de Energias Renováveis.

Para ele, se o Ceará desponta nos rankings em momentos de crise, imagine quando o cenário estiver bom. Hoje, o Estado está em segundo lugar entre os grandes mercados em geração distribuída do Brasil, em função da potência total instalada (7.796 kWp), perdendo apenas para Minas Gerais, segundo pesquisa.



Atuando desde 2007 no setor, Adão diz que vem triplicando seus negócios a cada ano. Para ele, o potencial maior está no Interior, na energia solar e nas chapadas e serras, no caso da eólica.



Tâmara Cidade, sócio-diretora da Helio Energias Renováveis, investe em projetos fotovoltaicos menores para comercio e indústria. O diferencial da sua empresa é que ela aluga o equipamento, assim, o cliente não precisa investir. Dentre vantagens do Estado para o mercado solar, ela lista a regularidade dos raios solares. Assim, há maior número de horas de produção fotovoltaica no Ceará, com a produção começando às 5h30min e chegando até às 17 horas. Na comparação entre municípios, Tâmara lista Limoeiro, Russas e Jaguaruana como maiores potenciais para produzir energia da fonte solar, mas a RMF como maior potencial de clientes. “A temperatura entre 28 e 30 graus é ideal, porque não perdemos energia com superaquecimento dos aparelhos”.



As características do Estado ainda atraem instalação de novas empresas. A Blue Sol Energia Solar, abriu ontem sua quarta unidade franqueada, a primeira no Estado, com investimento de R$ 350 mil, no bairro Joaquim Távora.



Alexandre Modesto, franqueado da Blue Sol no Ceará, diz que o objetivo é realizar 70 projetos por ano. Já a empresa diz, em nota, que pretende instalar mais duas unidades no Estado. “A gente fechou contrato (ontem) com a Terra Brasilis no condomínio Jardins das Dunas, para 700 clientes”.



Fonte: O Povo

Foto: Evilázio Bezerra